Trabalhador, pai de duas meninas, incentivador da corrida de rua e um atleta extremamente dedicado, esse é Jefferson Castro Cardoso, o popular Jefe nas corridas de rua. O atleta tubaronense conta que começou a correr aos 10 anos de idade, por um incentivo um tanto quanto radical de sua mãe, que cadeava a bicicleta da família para que Jefferson não conseguisse ir até a cachoeira do Areado (interior da cidade de Tubarão) que ficava a 17 km da casa de Jefferson. Para ele, esse obstáculo se tornou um esporte, onde Jeferson é apaixonado até hoje, a corrida.

O CORTUBA entrou na vida de Jefferson quando organizou uma prova na comunidade em que Jefferson morava, na Praia Redonda. Ele participou, e depois desse dia, virou mais um atleta carimbado das provas organizadas pelo CORTUBA, tanto que 15 dias depois já se deslocou para o Bairro Incocesa para participar de outra prova organizada pelo clube.

Jefferson foi por 3 vezes campeão do Ranking CORTUBA, que é a competição de corrida de rua mais antiga de Santa Catarina e a mais importante da Região Sul. Tem como resultados principais, incríveis 2min39seg nos 1000 metros, 15min32seg nos 5km e 33min00seg nos 10km. São excelentes marcas para qualquer atleta, mas que surpreendem muito Jefferson que treinava sozinho a muitos anos atrás. Em seu currículo, conta com participações na São Silvestre, Maratona de Florianópolis e provas de altíssimo nível.

Hoje, para conciliar seus treinos e sua vida, Jefe divide seu tempo entre seus 2 trabalhos e treina sempre em horários alternados. Sem um horário fixo para treinos, Jefe diz “quando sobra um tempinho eu vou e treino. Por isso a galera me vê correndo meio-dia, oito da manhã”. Além disso, Jefe brinca ao se intitular um corredor “raiz”, quando trás o fato de hoje não ter um acompanhamento profissional, de não ter lesões graves e não usar suplementação, como o mesmo diz “eu corro é no seco”.

Jefferson conta inclusive como pensava que podia ser os treinos na corrida quando começou o amor pelo esporte. – “Corria 20km em um dia, 20km no outro, por quê achava que quando mais longe fosse, melhor ia correr”. Até que em 2011 sentiu fortes dores e teve que pegar leve nos treinos.

Uma das maiores realizações de Jefe foi ter corrido por alguns quilômetros com a elite da corrida de rua na Maratona de Floripa. Ele conta que ele participou dos 10 km e teve a oportunidade de acompanhar por 5 km os atletas Claudio Burigo e Edson Bastos, corredores renomadíssimos nacionalmente e Jefe conta que os acompanhou por 5km, onde fez abaixo de 16minutos e acabou “quebrando” na linguagem da corrida nos 5 km finais.

CURIOSIDADE

O atleta conta que na primeira corrida, após o final da prova, como não tinha hidratação a gurizada estava chupando cana, e o seu Clemente indagou eles, “vocês vieram aqui pra correr ou chupar cana”, é um fato que me recordo até hoje.